sábado, 15 de setembro de 2018

FINA SUTILEZA





Combinava o bico com o salto, do vermelho sapato
Vermelha era a cor, e fino o salto e o bico,
Combinavam com o formato do profundo decote costal,
Na  cor, no formato, e profundidade
iguais ao decote frontal
Silhueta longilínea, mais alongada pelo justo vestido
Vermelha era a sombrinha que levava,
de bicos alongados pelas varetas
Combinavam com a ponteira vermelha, pontiaguda  e longa
Vermelho era o esmalte
que cobria as unhas das mãos que a segurava
Meias de seda com finos fios avermelhados
Combinavam com a guia,
que prendia a coleira vermelha do cãozinho
Negro cão, negra pele da musa
Pensamentos tão leves quanto seus cabelos de finos cachos
Vermelhos brincos pontiagudos e longos
Aura aveludada de carmim,
como a boca bem desenhada e brilhante
Vermelhos eram os desejos que provocava nos mais inspirados
Como vermelhas eram as bochechas dos mais pudicos
Finas, a pele e as notas do perfume
que permaneciam no seu rastro
Finas as imagens que povoavam os sonhos mais secretos
Leve, tão leve o sono
Fina a tênue linha que separava sonho de realidade,
Desejo e verdade...

Vera Celms
Licença Creative Commons
FINA SUTILEZA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
#poesiasensual #poesiaerótica #poesia #literaturaerótica #literatura #erótica #escrita #escritora #caldadechocolateapimentado

Nenhum comentário:

Postar um comentário