sexta-feira, 24 de junho de 2016

AMO-TE NA DISTANCIA TAMBÉM ...







Sinto teu amor distante,
Perdido nos lençóis da minha cama
Transpiro olores meus, perfumes mágicos,
e permito-te colher-me no ar,
Sonhas, sonho...
Espero a lua, dispo-me,
Esperança nossa, que a lua que assiste a nossa nudez,
seja cúmplice distante
Luar delator de nossos desejos espalhados pelo quarto,
solitários, por distantes...
Saudade de um toque que jamais conheci
Respirando o cheiro do corpo seu
Suspirando pelo abraço que não me deu
E adormeço no teu colo: sonho meu...
Vera Celms
AMO-TE NA DISTANCIA TAMBÉM... de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário