sábado, 17 de outubro de 2015

PARTA





Levanta-te daí
Vista-se, arruma-te,
Recomponha-se e parta, se puder...
Olhar pra trás será contigo
Permanecerei aqui
Ruminando sabores,
Sentindo seu cheiro,
Meu corpo ainda terá o seu,
Pulsando, se impondo, investindo
Aqui dentro, bem aqui dentro
Sua língua ainda passeará por fora
Seus dedos ainda me abrindo, me expondo,
Olhos brilhantes, diante dos meus, cerrados
Teu desejo empedernido, cabeceando o ar,
Levanta-te daí,
Desfila tua nudez a minha excitação,
Arruma-te, ajeita-te, refaça-te,
Olha-me e mostra-me mais uma vez
Riste apaixonado, molhado,
Passo firme e gesto másculo,
Mão  firme a me conter os modos
Pela cintura, nuca, pelas ancas afoitas
Abarca minha boca na sua,
Toma meu fogo pra você,
Cubra meu corpo com o seu,
Suga meu sexo todo
Guarda meu gosto nos pelos do teu rosto,
Comprometa-se apenas, a manter a boca entreaberta,
para que eu possa fundir nosso gozo...
E não partirá jamais...

Vera Celms
Licença Creative Commons
PARTA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

2 comentários: