domingo, 11 de outubro de 2015

DESEJO GRANDE



Meu pecado mais gostoso
Corpo, imagem, desejo,
O olhar mais esperado
O desejo mais intenso
O abraço mais lembrado
Corpo eufórico
Respiração que ofega
Vontade que nunca passou
Nunca soube antes que me queria,
Nem sei porque ainda me quer, mas
Impossível não querer-te
Perigoso admitir
Que suspiro, levito, quero
Que não lhe abriria minha madurez
Mas que vibro a cada pensamento
Ronda-me sem saber
Busca-me, atiça-me, excita-me,
Oferece-me o que jamais imaginei ter
Atenção que me cativa,
Proximidade que me incentiva,
Macho que me instiga,
Acorda-me a loba, a fêmea, a louca,
Fecho os olhos, e sinto na boca,
o gosto do beijo,
a salivação íntima,
a poção que me fará levitar...
Abro os olhos e então admito,
Querer-te; possuídos ...
Transcendentes, levitantes, enlouquecidos,
Quem sabe uma única vez,
Quem sabe só a primeira...

Vera Celms
Licença Creative Commons
DESEJO GRANDE de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

2 comentários: