quinta-feira, 10 de setembro de 2015

CONFESSA





Calma,
Vem cá,
Insinuo o gesto,
Provoco-te
Atiço tua curiosidade
Digo coisas
Ameaço mostrar,
Permito-me olhar,
Salivo desejo,
Mãos quase trêmulas,
Sussurro quase frêmito
Jogo do dou e tiro
Nudez casual
Estratégia sensual
Pelos macios povoam meus olhos
Neles, abro clareiras salivadas,
Beijo-o, provoco-o, sinto-o,
Tão longe e tão perto
Jogo esperto
Másculo, quebra minha resistência,
Espreito seu corpo,
Desejo-o, ao fogo,
Incisiva te devoro,
Cada sorriso sugestivo,
Cada olhar malicioso
Cada sugestão libidinosa
Impossível não querer-te,
Busca-me e me encontrarás,
Languida, confessa e real...
Vem me buscar...

Vera Celms
Licença Creative Commons


CONFESSA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário