segunda-feira, 26 de maio de 2014

COMO BRINQUEDOS





Observar você daqui,
Faz me pensar coisas,
De quando éramos crianças...
Sonhávamos com o futuro
Brincadeiras que me davam o seu toque,
E faziam a imaginação viajar,
De quando me entregava aos seus braços,
A volúpia dos seus abraços,
Era tão bom sonhar...
O corpo inflamava,
A vontade aumentava,
Sentia sua excitação a me cutucar,
Insistente, duro, inflexível,
Impossível não querer você,
Teria me dado mais,
Teria te provocado mais,
Se conhecesse melhor o prazer,
A loucura que é te querer,
Se não fosse tão criança,
Com medo de me perder,
Hoje ainda te quero,
Mais sábia, mais valente, mais ousada,
Cheia de pensamentos gostosos,
Como eram as brincadeiras,
Só que hoje, brincadeiras sérias !!!

Vera Celms
Licença Creative Commons
COMO BRINQUEDOS de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 18 de maio de 2014

TEMPERATURA IDEAL





Já tive você assim,
Olhar apaixonado,
Respiração em suspenso,
Um certo tremor na voz,
Suadas mãos,
E um ar de quem se entregaria,
a um mínimo gesto meu...
Já tive você assim,
Exultante, vibrante,
Com largo sorriso nervoso,
Tentando, com as mãos,
esconder o indisfarçável...
Sempre me atiçou, sua excitada figura,
Sempre te aticei com minha flagrante excitação,
Sempre busquei provocar você,
Fosse com a proximidade,
com o toque,
com a ousadia...
Você era um menino arfante,
Eu, uma louca a fabricar-lhe imagens,
Olores, texturas, gestos,
Teus instintos, afloravam diante de mim,
Apaixonante impulso,
Inesquecível emoção,
Pura exaltação do prazer,
Pele arrepiada,
Imaginação aguçada,
Deleite de nós dois,
Desejo úmido, incendiado,
Já tive você assim,
E como era doce teu gosto,
E como ardia, sob meu olhar,
Te daria tudo, sem me pedir nada,
Um toque seu, eu enlouqueceria,
Imploraria que cobrisse meu corpo com o seu,
Despida de todo pudor,
Mostraria a você, a que temperatura fervo,
E a qual, incendeio o mundo...
Só por querer você...

Vera Celms
Licença Creative Commons
TEMPERATURA IDEAL de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

DESEJO DISTANTE





Não é fácil querer você,
É muita fantasia, sonhos demais,
Muitos despertares salivantes e pulsantes,
A imaginação transpõe a distância,
Querer te abraçar,
Precisar do teu gosto,
Deixar ao alcance do teu toque,
toda minha molhada excitação,
Querer mostrar meu prazer solitário,
Tocar seus lábios com mãos inundadas de mim...
Fazer você notar o brilho dos meus olhos,
O ofegar da minha respiração já nervosa
O cruzar das pernas, descuidadamente,
Anteverter o corpo oferecendo-te largo decote,
Esbarrar a tumidez da tua excitação, e ficar...
Lamber tua boca, já invadindo-a
Sentir teu desespero
Teu apelo aflito,
O rubor da tua pele, como a minha, afogueada...
Não é fácil querer você,
Por você, cruzaria a distância por terra, água, ar,
Levitando de tesão, sonhando, queimando,
Te querendo muito,
Só te querendo...

Vera Celms
Licença Creative Commons
DESEJO DISTANTE de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

QUERENDO MUITO





Libertina,
Libidinosa,
Ousada, loba salivante, pelo teu cio,
Provoco-te,
Seduzo-te,
Ouso mais uma jogada,
Um movimento a mais
E estarei ao alcance da tua mão,
Exposta, entregue, disponível,
Roço-te, bolino-te,
Faço evoluir tua imaginação
Que fértil, abraça a minha,
transcendemos...
Meu corpo, tua mão,
Toque malicioso, gostoso,
Sou tua e você é meu,
Me entrego, exposta, disponível,
Te querendo muito...

Vera Celms
Licença Creative Commons
QUERENDO MUITO de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.