domingo, 27 de abril de 2014

FÊMEA FELIZ





Acordo pelo toque da sua mão,
Sinto-me arder, úmida,
Impossível não querer-te,
Desejo-te com ardência,
Sonhando contigo,
Acordo pelo toque da sua mão,
É sonho realizado,
É desejo que vem de sempre
Teu corpo me atiça,
O contato me enlouquece,
A imaginação evolui,
Fazendo da fantasia, verdade...
Nua, levanto da cama,
Levitando atrás do teu cio,
Busco-te, provoco-te,
Desfilo minha libido, transpiro tesão,
Te quero, me abro,
Ofereço-te o que mais quer,
Toca-me mais uma vez e de novo,
Arrepia-me a pele, eriça-me os mamilos,
Faz-me enriquecer a fantasia,
E me entregarei toda,
Alma apaixonada e corpo sedento,
Degusta meu sabor, no toque úmido dos meus dedos,
Sorve minha boca,
Encaixa tua excitação na minha,
Escorrega tua vontade
pra dentro da minha disponibilidade,
e fica, vem e volta, sem sair...
Vem que te quero todo,
Vem que nossa criatividade se completa,
Seduza-me, cubra-me, domina-me,
E serei tua fêmea, feliz...

Vera Celms
Licença Creative Commons
FEMEA FELIZ de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

sábado, 19 de abril de 2014

GRISALHOS OLHOS





Passava diante dos teus olhos
Grisalhos olhos, encantados,
Sorria, sugerindo coisas,
O corpo gingando de desejo
No final do corredor, castanhos imantados,
Me viam chegar, interessados,
Chamando-me para o pecado
O momento, em que a fêmea grita,
Fêmina ativa, inquieta, ardendo,
Precisando do maduro cio,
Da admiração desse olhar,
Macho viril, experiente,
a seguir meus passos, pelo caminho,
Desejosa, voluptuosa, excitada,
Traduzo no movimento das ancas,
No brilho lisonjeado dos olhos,
No movimento dos cabelos dourados,
Quero ser tua, quero suas mãos em mim,
Mostrando o que de mais feminino carrego, só pra ti...
Te ofereceria meu cruzar desprevenido de pernas,
A profundidade do meu decote, no corpo antevertido,
O descuido estratégico de um botão aberto,
A transparência provocativa
No silencio, os olhos falam,
O corpo delata,
O rubor entrega,
Impossível não demonstrar querer,
Se é diante de ti que sou mais mulher

Vera Celms
Licença Creative Commons
GRISALHOS OLHOS de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 6 de abril de 2014

GANHA-ME





Sua imagem mexe comigo,
Mal posso olhar o brilho excitado dos seus olhos,
Sua boca, proferindo palavras exatas palavras,
Move-se na sintonia do meu prazer,
Salivo em ver-te, umedeço-me, e ardo,
Evito sua imagem e me chama ao telefone,
Meu nome, sussurrado: erótico mantra,
Levito ao ouvir-te,
Deixo-me levar pela sugestão tão doce da sua voz,
Não posso ignorar sua presença,
Enlouqueço na sua ausência,
Uma silaba sua, é provocação
A mão, logo procura veloz, o ponto excitado de mim,
Inevitável recorrente sensação,
Toma-me a alma de sobressalto, invade-me,
Dispo-me flagrante,
Num momento estou segura, no próximo, invadida,
entregue, rendida,
Quero muito que me queira, não vou resistir,
É além de mim negar-te,
É sobre-humano, é castigo, é perigo,
A voz diz que não te quero,
A reação, me entrega, me delata,
Como posso não querer você, se é meu maior desejo?
Então vem, busca-me,
Ganha-me, e serei só sua...

Vera Celms
Licença Creative Commons
GANHA-ME de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.