domingo, 15 de dezembro de 2013

O AMOR DA CABANINHA





Quero te convidar a brincar
E fazer tudo o que fazíamos brincando
Só que, desta vez, mais sério,
Não será numa cabana,
Nem será tão simples
A ingenuidade já ficou no passado,
Da inocência ficou o desejo,
A responsabilidade a tudo transformou
Saudade é o ingrediente mais presente,
Vamos tentar descobrir,
Vamos tentar decifrar,
O que o destino tentou nos dizer um dia
E tão crianças ainda, não soubemos entender
Vamos até onde nossa imaginação quiser
Até onde nossos peitos aguentarem
Até onde quisermos ser felizes...
Vamos nos encontrar,
Vamos nos ver, e abraçar,
Deixei no passado um menino
Agora, espero encontrar de você, o homem...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O AMOR DA CABANINHA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário