domingo, 28 de abril de 2013

CHAMPAGNE COM CHILLI






Amanhecia deleitada,
Excitada ainda pelas estrelas dos seus olhos
Não havia eu dormido,
Já me permiti sonhar
Minha noite regada a Chilli...
La fora, na madrugada,
a Lua também ardia...
Como nossos olhos,
Nossos olhares doces extasiados,
Curiosos, libidinosos
Sua imagem
Figura máscula instigante
Sonho que nasceu acordado
Tão longe, nossos corpos,
Tão perto, nossos corações,
Festa perfeita
Vontade de ter
De cheirar, de morder, de lamber
Mãos, inquietas parceiras
Suspiros engrenados
Arrepios em livre trânsito,
Viagem tão lúdica,
Aventura apaixonada
Você tão distante, e
Sinto teu pulsar em mim
Forte, vigoroso, viril...
Fecho os olhos e te sinto homem,
Tuas mãos me explorando
Teu hálito de champagne
apimentando tuas palavras
E tenho-as todas
Correndo desvairadas
na minha circulação
Já não falo mais por mim,
Mas pelo desejo que me envolve e toma
Remoto controle do seu querer
Sigo então sonhando
Te querendo, te desejando
Por enquanto, só apaixonada...

Vera Celms
O trabalho CHAMPAGNE COM CHILLI de Vera Celms foi licenciado

Nenhum comentário:

Postar um comentário