domingo, 2 de dezembro de 2012

ÍNTIMA CELEBRAÇÃO





Dedilhe-me, tilinte-me

Pelo íntimo cálice,

Entregue; eu, toda tua

Poesia, gozos, comemorações

Voemos juntos entre versos

Entre os teus e os meus,

Minhas desnudas asas nos teus olhos

Excitados, acesos, molhados,

Frequentes arrepios,

Salivantes bocas, sedentas línguas,

Farejo teu cio

Ofereço-te o meu

Cadencio o passo diante dos teus olhos

Vendo-te crescer, avolumar-se rijo,

Transbordemo-nos impolutos

Celebremo-nos, então em nós,

Dentro, fundo, uno,

Pra sempre, por dentro, um só...



Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho ÍNTIMA CELEBRAÇÃO de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário