domingo, 25 de novembro de 2012

PELA PONTA DOS DEDOS





Hoje quero,

oferecer ao teu corpo, o meu toque,

Reconhecer sua pele,

pela ponta dos meus dedos,

Minhas digitais apreciarão,

o arrepiar de sua pele,

O suor excitado...

Vou usar a noite toda

Tocando você, inteira...

Cada milímetro de você,

Cada curva,

Cada reentrância

Cada pelo,

Toda a umidês,

Quero usar cada ponto, como um enigma,

que me leve a outro ponto,

e a outro mais,

Até te ver cansada,

extasiada e até sedenta por mais,

Quero que seu corpo decore meu tato,

e o reconheça até em sonhos,

Que suplique meu corpo,

Meu beijo, minha língua,

Meu pulso,

Minha excitação,

Minha ereção completa,

E se esfregando, deslizando,

encontre afinal, minha libido enlouquecida,

E me cavalgue, aberta,

Molhada, suada e entregue,

E afinal, nos extasiemos,

Por todo o resto da madrugada,

Até desmaiar de prazer pela manhã

E adormecer

em verdadeiros espasmos de amor...

pra recomeçar no despertar...



Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho PELA PONTA DOS DEDOS de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

domingo, 18 de novembro de 2012

SONHAR COM VOCÊ






Sonho com você.

Com a tenacidade do seu desejo,

Com as suas mãos me pegando,

Como quem cerca uma presa,

Quase indefesa,

mas, pronta pra lutar,

Sonho com você,

Me cobrindo,

De toques,

De invasões,

De explorações,

Como a uma fêmea no cio,

Sonho com você,

Me devorando,

Cada palavra,

Cada olhar decifrado,

Cada dúvida excitada,

Cada arrepio da minha pele,

solto,

leve e fagueiro,

mas, profundo na causa,

Cada movimento rítmico,

Cada sussurro lírico,

Ou ofensa despudorada,

Sonho com você,

Cuidando de todos os meus movimentos,

De todas as minhas falas,

De todos os meus pensamentos,

E planos, e ideias indecentes,

E atos obscenos,

Cada murmúrio, ou gemido,

Entre olhares e espasmos,

Entre gritos e lamentos,

Com os olhos molhados,

De emoção ou de tesão,

Para depois dividir contigo,

As confidências desses sonhos...

Tudo isso pra te contar,

O que é uma fêmea muito excitada...



Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho SONHAR COM VOCÊ de
Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

domingo, 11 de novembro de 2012

ENQUANTO ME QUISERES





Lembro-me de tensos intensos momentos

Tempos coroados por sensações

Que jamais se foram

Já conheceu minhas coxas

Já percorreu o caminho

Traga seus olhos para brincarem no meu corpo

Deixe seus olhares se equilibrarem nos meus arrepios

Serão tantas sensações

Que descrevê-las será desafiador

Estratégias de guerra

Planos de ataque e conquista

Tome-me; por direito sou sua

Inegável é o desejo

Indisfarçável excitação

Um pensamento seu

O mínimo toque e confessa me entrego

As suas mãos

Aos seus caprichos,

A sua curiosidade

No seu campo de visão

Na privacidade dos seus sonhos

Na sua cama,

Na sua vida,

enquanto me quiseres...



Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho ENQUANTO ME QUISERES de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

domingo, 4 de novembro de 2012

DESABAFO INTIMO





Mulheres, que perdem a ingenuidade,
e cultivam o viço,
que perdem a juventude
e mantém o tino,
que perdem a primavera,
com o outono sempre verdinho...
Transbordam hormônios, feromônios...
deixando no ar notas frescas, frutais,
Rastro floral a seguir
Salivantes lobos no cio da fêmea
Aos uivos inquietos
Sofrendo, procurando, perseguindo
Circulação apressada,
Respiração descompassada
Trilha aberta e disfarçada
Caminho para a realização
Entre o gozo e a razão
Um passo
Um toque e o momento será pra sempre história
A contar para a lua
Na rua
Coisa de amor, entrega,
Momento de amar

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho DESABAFO ÍNTIMO de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.