domingo, 29 de julho de 2012

LOUCO DE AMOR


Cria em mim uma pele sua
Que transpira e sente
Que enrubesce, core
Inflamada arda
Pulse, lateje
Quero ver em quantos graus você ferve
Quero saber como derrete
Entregue-se, solte-se, lance-se,
Confie-se aos instintos
Levite de prazer,
Feche os olhos e sinta-se desprendido
Solto, leve,
Migre de um extremo a outro, dentro de mim
Posso lhe garantir, que é assim que se enlouquece...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho LOUCO DE AMOR de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

FOTO COLHIDA NA NET (de autoria de Marcus Hausser)

Nenhum comentário:

Postar um comentário