domingo, 8 de julho de 2012

FLAGRADA

 

Teus olhares já me incomodaram
Por não podê-los retribuir
Fingia não gostar
Ardia de desejo e paixão
Insistia então em espalhar meu perfume
Passando por você, cheia de tesão
Olhares, insinuações, desdenhas,
Esbarrões, distrações,
Encontrei a porta encostada
Invadi teu espaço
Pela ponta dos pés
Aspirei teu perfume
Enchi até meus pulmões com seus desejos
E parei para observar cada pelo arrepiar-se
Fechei os olhos, abri a guarda
Expus segredo e vontades
Absorta e perdida em sonhos
Acordei diante de ti, completamente extasiado
Diante de sua cama, muito excitado
Flagrada, lá de dentro da sua intimidade
Abri-lhe a minha intimidade
Deixei-me envolver, seduzir, possuir
E querer mais, muito mais e de novo,
E seus olhares já me incomodaram!

Vera Celms

Nenhum comentário:

Postar um comentário