domingo, 29 de julho de 2012

LOUCO DE AMOR

Arte de André Ruiz, em linda imagem... escolha perfeita André, obrigado MESMO... vários beijos de VC

LOUCO DE AMOR


Cria em mim uma pele sua
Que transpira e sente
Que enrubesce, core
Inflamada arda
Pulse, lateje
Quero ver em quantos graus você ferve
Quero saber como derrete
Entregue-se, solte-se, lance-se,
Confie-se aos instintos
Levite de prazer,
Feche os olhos e sinta-se desprendido
Solto, leve,
Migre de um extremo a outro, dentro de mim
Posso lhe garantir, que é assim que se enlouquece...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho LOUCO DE AMOR de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

FOTO COLHIDA NA NET (de autoria de Marcus Hausser)

domingo, 22 de julho de 2012

OLHE BEM

Olhe em volta
Capte todos os sinais
Olhos brilhantes, lábios úmidos,
Mãos geladas e inquietas
Saia mau comportada
Nos meus olhos verá mais sinais
Curiosidade, avidez, excitação
Olhe bem,
Encontrará caminhos secretos
Abismos sedutores
Macios montes maternais, rios caudalosos,
Que enfurecidos de prazer
Geram ondas, correntezas,
Despenhadeiros ocultos
Não menos fascinantes
Minhas mãos trarão pistas, atalhos,
Caminhos perigosos a serem explorados a mão
Respire fundo, meu cheiro estará por toda parte
Adocicado cheiro de amor
Em úmidos esconderijos 
que só a você serão revelados
Pedaços eriçados de mim a criar relevos
Baixos mas pontiagudos
Minha pele arrepiada criará defesas contra o vento
Que assoviará indicando largas planícies
Ladeadas de profundos vales
Tudo será teu, olhe bem, vasculhe, fareje...
Guie-se pelo calor do meu corpo suado
Molhado, acelerado
Coração que se abre, em duas pequenas pétalas
Deixando exposto o róseo intimo botão
Que tanto guardei pra você...

Vera Celms
FOTO COLHIDA NA INTERNET

domingo, 15 de julho de 2012

QUEROEMMIM

Tão distante, escondida
Encolhida, encantada de pudor
Resisti a todos os embates
Disse-lhe não tantas vezes
Saí de perto, encerrei imagens
Ignorei-te, ou fiz que ignorava
Neguei-te até a mim
Fingi não ver-te, não desejar-te
Calei quando quis gritar
Busquei outros colos
Outros corações
Não houve mais como fugir
Agora estou aqui,
Ávida de ti, desejosa, excitada
Buscando-te, mostrando-me,
Corpo, alma e coração...
Agora só falta você existir,
Tequeroemmim... (juntinho)

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho QUEROEMMIM de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

domingo, 8 de julho de 2012

FLAGRADA

 

Teus olhares já me incomodaram
Por não podê-los retribuir
Fingia não gostar
Ardia de desejo e paixão
Insistia então em espalhar meu perfume
Passando por você, cheia de tesão
Olhares, insinuações, desdenhas,
Esbarrões, distrações,
Encontrei a porta encostada
Invadi teu espaço
Pela ponta dos pés
Aspirei teu perfume
Enchi até meus pulmões com seus desejos
E parei para observar cada pelo arrepiar-se
Fechei os olhos, abri a guarda
Expus segredo e vontades
Absorta e perdida em sonhos
Acordei diante de ti, completamente extasiado
Diante de sua cama, muito excitado
Flagrada, lá de dentro da sua intimidade
Abri-lhe a minha intimidade
Deixei-me envolver, seduzir, possuir
E querer mais, muito mais e de novo,
E seus olhares já me incomodaram!

Vera Celms

domingo, 1 de julho de 2012

AOS DOZE ANOS


Quanto mais o menino queria ver
Mais a menina queria esconder
Deixava aparecer só a úmida calcinha
Fechadas as pernas, apertava as coxas
Roliças coxas brancas da menina,
alvas, puras, virgens,
Trêmulas como as mãos do menino
Que provocava a menina a mostrar,
Que o olhar não conseguia despregar
Olhava que olhava e nada via
Só imaginava
Queimavam-se em si, menino e menina
Ele em riste camuflado
Mal cobria com a mão o entusiasmado
Ela com o vestido vértice tão quente
Molhava-se de curiosidade, em frente
Ele queria mostrar e não podia
Ela não podia mostrar e queria
Sem saber o que mais fazer da imaginação,
Resolveram brincar de medico

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho AOS DOZE ANOS de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.