domingo, 13 de maio de 2012

DESFEITA EM DENSO MEL

 foto colhida na Internet
Entrega-me a safadeza
do seu corpo excitado
Em fértil imaginação laçadora
Intenção libidinosa já delatada
Nada me atiça mais
do que sentir minha flor furtiva
ousadamente tocada,
enquanto te beijo a boca...
Nada me provoca mais
do que o esbarro casual insistente
do seu braço
no meu eriçado mamilo saliente
Nada me interessa mais
do que seu olhar fixo
no meu vértice sensual,
Minha taça umedecida
Provoca-me choques lascivos
Na tensa eletricidade erótica
Que percorre todo meu corpo,
quando noto teu olhar, de longe despindo-me despudorado
Safado, ereto, indisfarçável,
Despetalando lentamente
meu róseo botão
Entrega a sua safadeza a minha
Bolina meu corpo indiscreto
Encaixa a sua na minha fantasia
E roça, a intenção na minha vontade
Até que ela se desfaça em denso mel...

Vera Celms

Nenhum comentário:

Postar um comentário