domingo, 11 de março de 2012

SEM ESCAPATORIA


 A noite toda
Senti teu olhar me despindo
A noite toda,
Deixei que me desejasse
Que me quisesse
Deixei que me despisse
Me excitei, te quis
Tanto te quis
Tão perto, ao alcance do toque
Imaginei, sonhei, levitei
No teu tesão...
No toque da sua mão
Aos teus olhos me entreguei
Como se eles pudessem me tocar
Cada vez que me aproximei de ti
Meu corpo respondia com ardência,
Forte, avassaladora, constante,
Inflamei minha libido
Toquei suas costas com meus mamilos
Encostei minha coxa na sua mão
Via-te corar, inquietar-se,
Sentia como se fosse se levantar
E me tomar no colo,
E beijar meu dorso,
E apalpar-me, apesar da multidão,
Mas, quieto, o vi quase enloquecer
De tanto me querer
Ofereci visão privilegiada do meu segredo
E senti meu corpo crescer
E em você se deliciar
Ainda não foi dessa vez,
Mas, um dia, não te escaparei...
Eu sei... eu quero, eu vou...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho SEM ESCAPATORIA de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada

Nenhum comentário:

Postar um comentário