segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

PASSADA DE MÃO

Uma boa mão,
Não tem idade,
Nem cor, nem beleza,
Importa é destreza,
Na mira certeira,
No toque safado,
No movimento gaiato,
Que não espere consentimento,
Nem aprovação,
Mas, que prove a intenção,
De sentir a intimidade em sua mão,
De sentir o formato,
Do corpo, da roupa de baixo,
Ou pra sentir a ausência,
Se por tesão cometer essa “demência”
Saber ler o desejo,
E aproveitar o ensejo,
Que seja rápido e fugaz,
Seguido de um olhar audaz,
Que tema pela reação,
Mas não por isso se isente da sensação,
E pra não perder a graça
Ela faz cara de quem desfaça,
E continua em passo lépido e faceiro,
Sem perder a cadência do traseiro,
Te pisque o olho disfarçado,
Pedindo teu toque safado...
Esteja disponível,
E bem mais do que sensível,
Ela certamente estará excitada,
Ainda que de forma disfarçada,
Pra que aproveite o momento,
Pra mostrar o talento,
Dessa mão muito safada...

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho PASSADA DE MÃO de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

2 comentários:

  1. Adoreiiiiiiiiiiiiiii
    Vamos e venhamos... Uma mão safada tem seu valor!
    rsrsrsrs
    Bjssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Pois é Mônica!!! concordo contigo... uma mão safada, bem aplicada, tem seu valor... hahaha... obrigado pela visita... beijos de VC

    ResponderExcluir