domingo, 20 de fevereiro de 2011

MIL FÊMEAS

Sua pele tem a cor da sedução,

A temperatura exata,

O cheiro capaz de eriçar a minha,

O toque da pelagem do lobo,

Sempre pronto

Excitado, fogoso, farto,

Deleito-me no seu colo,

Nos seus braços,

No seu peito,

Sonhando, estando ou não dormente,

Deixo-me dominar pelo seu contato

Firme, posto, seguro,

Malicioso, ousado, decidido,

Um beijo,

Um cheiro,

Um toque do seu corpo no meu,

E me entrego toda,

a postura do macho viril,

Que toma sua fêmea sem concessões,

Sem espaço, sem vacilo,

Mil mãos,

Doma minhas pernas com as suas,

Imobiliza meu corpo quase trêmulo de tesão,

Mal respiro tomada pela sua boca,

Ofego no seu ritmo,

E me descubro mil fêmeas ao seu dispor,

Totalmente rendida aos seus desejos

Entregue em puro delírio,

Em êxtase,

Quase desfalecendo no gozo, infinita,

Sua... sempre sua...


Vera Celms

Licença Creative Commons
A obra MIL FÊMEAS de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário