domingo, 14 de novembro de 2010

ARREPIO NA PELE


O arrepio na pele,

Faz com que eu sinta,

A intensidade,

A força,

A magia do desejo,

Olhar pra você,

Me move,

Me agita,

Me incendeia,

O arrepio na pele,

Traduz a volúpia,

A libido inflada e inflamada,

A chama que permanece acesa,

E aumenta a cada vez que penso em você,

Em que acordo,

Socorrendo a latente excitação,

Procurando nos lençóis,

Na fronha; seu cheiro,

sua presença,

o calor do seu corpo,

O arrepio na pele,

Não me permite esconder,

Nem disfarçar,

Que o que eu sinto por você,

É forte, é bom, é gostoso,

Um toque seu e meu mundo se transforma,

Levito, flutuo de tesão,

É incontrolável,

É insaciável,

É enlouquecedor,

Sensação que não cabe em mim,

E por isso a pele eriça,

É o transbordo da mais pura expressão do prazer,

Do desejo, da paixão,

E perto de você é inevitável

Incontrolável


Vera Celms


Licença Creative Commons
A obra ARREPIO NA PELE de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário