domingo, 28 de novembro de 2010

CONVITE A SEDUÇÃO



Vamos sonhar?

Convite sutil, delicado, sugestivo,

Feche os olhos,

Deixe a mente solta,

Viaje comigo,

Ao mundo desconhecido,

Sonhos, desejo, prazer,

Mesa posta,

Sabores excêntricos,

Fogo na luz das velas,

Pétalas de rosas por todos os lados,

Incenso,

Vinho, gelo,

Vendo teus olhos,

Te faço provar,

Alternando com o gelo,

Minha língua nos seus lábios,

Súbito,

De todos os sabores,

De varias sensações pelo corpo,

O gelo lhe percorre o corpo,

Minha língua lhe percorre o corpo,

Detendo-se estrategicamente,

As pétalas lhe cobrem,

Contato suave, leve, perfumado,

Uvas, morangos, ameixas,

Queijos, ostras,

Chocolate, champanhe,

Minha mão percorrendo seu corpo,

Incessante,

Insistente,

Meu corpo a tocar seu corpo,

Suave e umidamente,

Minha boca na sua boca,

Desvendo seus olhos

Para que vejam os meus,

Te fitando sofregamente,

Pelo vão de suas pernas


Vera Celms


Licença Creative Commons
A obra CONVITE A SEDUÇÃO de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

DUELOS LITERÁRIOS : Brigit - A Bruxa da Noite - por Vera Celms

Vera Celms enviou o link de um blog para você:

UM IMENSO PRAZER!!!

Blog: DUELOS LITERÁRIOS
Postagem: Brigit - A Bruxa da Noite - por Vera Celms
Link: http://duelosliterarios.blogspot.com/2010/11/brigit-bruxa-da-noite-por-vera-celms.html

--
Powered by Blogger
http://www.blogger.com/

sábado, 20 de novembro de 2010

BRIGIT - A BRUXA DA NOITE


Nasceu afinal BRIGIT - A BRUXA DA NOITE, livro erótico sensual de Vera Celms

domingo, 14 de novembro de 2010

ARREPIO NA PELE


O arrepio na pele,

Faz com que eu sinta,

A intensidade,

A força,

A magia do desejo,

Olhar pra você,

Me move,

Me agita,

Me incendeia,

O arrepio na pele,

Traduz a volúpia,

A libido inflada e inflamada,

A chama que permanece acesa,

E aumenta a cada vez que penso em você,

Em que acordo,

Socorrendo a latente excitação,

Procurando nos lençóis,

Na fronha; seu cheiro,

sua presença,

o calor do seu corpo,

O arrepio na pele,

Não me permite esconder,

Nem disfarçar,

Que o que eu sinto por você,

É forte, é bom, é gostoso,

Um toque seu e meu mundo se transforma,

Levito, flutuo de tesão,

É incontrolável,

É insaciável,

É enlouquecedor,

Sensação que não cabe em mim,

E por isso a pele eriça,

É o transbordo da mais pura expressão do prazer,

Do desejo, da paixão,

E perto de você é inevitável

Incontrolável


Vera Celms


Licença Creative Commons
A obra ARREPIO NA PELE de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

domingo, 7 de novembro de 2010

HISTÓRIAS DE ALGUM LUGAR


Nem tudo que existe,

Precisa de explicação,

nem de motivos,

acontece como o ar

Não é preciso que seja visto

para que exista,

Existir já basta,

Já se justifica,

Já torna o mundo mais claro,

O dia mais lindo,

O sol mais brilhante,

O luar mais radiante,

O romantismo mais presente,

Não é preciso que se toque,

Nem que esteja perto,

Basta saber-se existir,

Basta que o inconsciente saiba,

E conte ao coração,

Que se traduz pela respiração,

Que falha, que ofega, que acelera,

Sem notar,

Sem motivos,

Sem explicação,

O mundo todo de um mirante seguro;

O nosso colo...

Detalhes tão nossos,

Gostos tão únicos

Secretos, íntimos,

Como se uma aliança fosse,

Presa no peito

Rodeado por auréolas; da imaginação,

Vasculhadas pela portadora do seu sorriso,

Na degustação do prazer,

Louca, improba, insana,

A nossa história contada,

Deitada no nosso colo,

Cochilando, tranquila,

Segura, sonhando,

Despertando com os sentidos já despertos,

Não importa aonde aconteça,

Não importa a quem,

E nem se alguém se importa,

Não importa que nome tenha,

Nem que segredos guarde,

Nem mesmo a ausência de rótulos,

Importa que é nosso,

Que é bom,

Que é eterno,

O tempo ao longo do tempo,

Pra sempre,

E pra sempre, é o tempo que vai durar...


Vera Celms