domingo, 6 de junho de 2010

QUALEH?



Já te adorei tanto,

Já fiz fogo e fiz fumaça,

Já fiz sol e fiz chover,

Dancei a dança da chuva,

Amontoei gravetos,

Espalhei-os todos,

Já disse que te amava,

Só pra ver se você acordava,

Ou se pegava fogo de uma vez,

Mas você nada fez,

Pensei em fazer mandinga,

Trabalho, vudú,

Sugerir um atalho,

E você se fingiu de morto,

Ouvidos de mercador,

Fez cara de paisagem

Mas, continua por perto,

Rondando,

Vez em quando te vejo aqui e ali,

Sondando, vasculhando,

Espiando,

Não sei se o que te falta é tesão,

ou se te falta a ereção,

Não sei se te falta coragem em me querer,

ou de assumir o desejo...

Então te deixo tomar distância,

Quem sabe assim você ganha impulso,

Ou me perde de vista...


Vera Celms


Um comentário:

  1. Posso até fingir que não ligo, mas perder de vista, nunca. Viu Leoa ?

    ResponderExcluir