terça-feira, 26 de janeiro de 2010

SONHANDO DE NOVO



O pesadelo acabou,

As sombras desapareceram

As curvas do caminho acabaram

As estrelas voltaram a brilhar,

Minha Deusa voltou a sorrir lá de cima,

Meu peito repleto explodiu afinal

A saudade que era tanta,

Aumentou na madrugada insone,

Saber da mesma vontade

Saber que seu corpo também reclama,

A falta do meu,

Saber que sua libido buscou a minha,

Atrás do vidro embaçado,

Atrás do cio aguçado,

Que a visão do meu corpo o seu dilata,

Que o volume do seu prazer se delata,

Imediato, forte,

Reclamando a mesma ausência,

Os mesmos momentos,

Os mesmos sentimentos,

Continuo querendo você,

Quero me dar a você,

Quero que me ame,

Tanto, sempre,

Como se fosse o final do mundo,

Como se fosse o ultimo dia,

Como se não fosse haver amanhã,

Nunca mais.

Quero sua virilidade toda,

Em cada gesto,

Em cada atitude,

Quero suas mãos,

Quero sua ardência,

Em cada beijo, em cada toque,

Em cada intenção,

Quero ser sua musa insana,

Sua deusa ímproba,

Sua mulher impura...

Sua, só sua, sempre...


Vera Celms


Um comentário:

  1. Leoa, não machuca assim, não. Abraços do Meia Juba. Carinho.

    ResponderExcluir