domingo, 16 de agosto de 2009

ESCONDIDINHO


De você escondo agora meus versos todos,

Mantenho meu desejo escondidinho

Nem para não alimentar teu sonho

Mas para não fazer crescer a fantasia,

Adoro provocar tua libido,

Adoro arrancar teus suspiros,

Te vejo desmanchar num toque

Chego a ouvir os teus gemidos,

Nada tens que eu tanto queira,

A menos o teu tesão,

Habitamos pólos opostos,

Você no extremo sossego,

Eu no excessivo agito.

Quem me dera se fossemos do mesmo mundo

Poderia então buscar de você motivos

Mas me custa refazer-te aos pedaços...

Te queria mais atiçado,

Mais aceso, mais volúvel,

Excitado, molhado, louco,

Mas, te custa tanto sair dos trilhos.

Vera Celms


Um comentário:

  1. Leoa, falta um tantinho só prá eu sair dos trilhos, prá que eu descarrilhe e fique sem rumo. Ou quem sabe, tome o rumo certo. Abraços.

    ResponderExcluir